Às 6h20min. toca o despertador. Você pula da cama já imaginando o choramingo dos filhos para tirá-los do sono. Na cozinha, prepara o desjejum da família. Enquanto o cheiro do café se espalha pela casa, começa a movimentação de se arrumar e aprontar os filhos. Você toma seu café em pé, leva todos ao colégio e corre para o escritório. Lá tem 42 e-mails esperando para serem lidos e respondidos, 5 grandes problemas para serem resolvidos e 4 reuniões para serem conduzidas. Após o almoço, continua a maratona até o fim do dia. Uma passada rápida no mercado antes de voltar para casa porque a fome bateu. Afinal você nem lembra se almoçou hoje… Será que não? Será que comprou o remédio que estava acabando? De repente, você lembra que se esqueceu de dar um telefonema importantíssimo no trabalho. Espera aí, o que você foi buscar no mercado mesmo?

 

Respira. Respira mesmo. Se você se identificou com esse pequeno relato, você deve estar vivendo de forma acelerada. A gente sabe que os compromissos não tem muita piedade. A vida realmente está corrida para a maioria das pessoas. Então a proposta de um movimento que vem ganhando espaço e adeptos, é desacelerar um pouco. O slow life nada mais é do que a adoção de práticas mais conscientes em relação à alimentação, ao trabalho, ao consumo e especialmente: ao seu estado físico e mental.

 

Nosso foco aqui é falar da alimentação. Você lembra o que comeu hoje? Sentiu os sabores dos temperos e o gostinho dos ingredientes? Cada vez mais as pessoas comem com muita pressa. Dividindo a atenção com o celular ou a tv. É importante viver cada momento e prestar atenção nele.

 

Que o diga a sommelier de Cervejas Rafaela de Conti, sua profissão exige que esteja sempre atenta aos diferentes sabores. “Ao degustar uma cerveja, analisamos sensorialmente e qualitativamente a mesma. Interpretamos a ideia da receita e os insumos usados pelo cervejeiro, e isso requer atenção e tempo. Não combina com pressa. Faz parte do treinamento de um sommelier, diariamente, prestar atenção ao sabor, seja de alimentos ou degustando cervejas e outras bebidas. Tenho que prestar atenção nos sabores e aromas de tudo que eu consumo, além de estudar sobre alimentos e bebidas.”

Rafaela de Conti – Sommelier de Cervejas

Por estar tão ligada ao segmento gourmet, Rafaela começou a reservar um tempo para fazer do seu café da manhã um momento especial (veja receita). “Tento achar novas combinações para essa refeição tão simples, e isso acabou se tornando um hábito prazeroso. E o fato de trabalhar de forma autônoma me possibilita, boa parte do tempo, escolher os horários de trabalho. Com isso, consigo dividir minha rotina entre trabalho, estudos e cuidados com a saúde física e mental”, revela a sommelier.

 

Outro exemplo de quem se transformou, foi a professora de yoga do Espaço Alternativo Santosha, Astrid Kleinfelder. “Eu trabalhava como gerente de supermercado e enfrentava diversas situações de estresse. Já nessa época, a Yoga me ajudava, pois eu tinha crises de enxaqueca que estavam cada vez mais frequentes. Com a meditação e algumas posturas da yoga praticadas regularmente, minhas crises desapareceram. Aos poucos fui mudando minha vida.”

Astrid Kleinfelder – Professora de Yoga

Astrid afirma que a alimentação saudável faz toda diferença para a prática de qualquer atividade física e que o momento da alimentação também deve ser slow. “Uma das diretrizes da Yoga é atenção na ação. Estar presente no momento presente sem se distrair sofrendo por situações que já passaram ou pelas expectativas que criamos sobre o futuro. Por isso buscamos estar atentos e conscientes no agora, e isso inclui as refeições.”

 

Com muita ponderação, Astrid comenta: “Não exija perfeição imediata de si mesmo. Meditação diária, ainda que três minutos, é um excelente começo. Faça uma pequena pausa, prestando atenção à sua respiração. Procure perceber o que o seu corpo está sentindo. Pequenas atitudes já podem resultar em ganho para a saúde”.

 

Pelos relatos, a gente percebe que não tem muito segredo, mas tem que ter disciplina. Tente se espreguiçar de manhã ao invés de pular da cama, sinta o contato da água com o corpo na hora do banho e saboreie o café da manhã. Talvez, levantando 10 minutos mais cedo você tenha o tempo que precisa para não fazer tudo correndo. O dia começa diferente. Viver de forma acelerada, aos poucos vai se tornando um hábito. As pessoas não notam mais os excessos que cometem. Da mesma forma, viver com calma, também se torna um hábito. Coloque coisas boas na sua mente e na sua rotina, viva mais feliz e com MAIS SAÚDE.


RECEITA

Café da manhã com ovo poché da Rafa

Ingredientes:

  • Ferva 500 ml a 1l de água;
  • Coloque uma colher de sopa de vinagre e uma pitada de sal;
  • Quebre um ovo e deixe-o em um vasilhame pequeno;
  • Quando a água estiver fervendo, desligue o fogo e faça um turbilhão com uma colher;
  • Rapidamente, coloque o ovo no meio do redemoinho, feche a panela;
  • Deixe fechado de 4 min (gema mais mole) a 7 min (gema mais firme);
  • Retire com escumadeira.

 

Daí é só colocar no pão integral, temperar a gosto, e combinar com os ingredientes de sua preferência. A Rafa alterna bacon, rúcula, abacate e queijo gorgonzola, além de outras ideias e sabores.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome