Dicas para abandonar o cigarro!

Ato de consciência

A sensação de bem-estar e prazer que a nicotina propõe aos fumantes faz com que eles esquecem ou não se conscientizam dos malefícios provocados pelo cigarro à saúde. Os números apontam isto. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), quatro milhões de pessoas morrem anualmente por causas relacionadas ao tabagismo, isto significa 11 mil mortes por dia. No Brasil, maior exportador de tabaco, os números também assustam, um terço da população adulta fuma e cerca de 200 mil mortes por ano podem ser atribuídas ao cigarro. (fonte: PneumoAtual)

O cigarro é responsável por causar doenças respiratórias, oculares e cardíacas. “O tabagismo é a quarta causa de internação e está relacionado com doenças como cânceres, principalmente o câncer de pulmão, bronquite, asma, renite, doença arterial coronariana, doença cerebrovascular, aneurisma arterial, trombose vascular, úlcera gástrica, infertilidade, entre outras”, afirma o pneumologista e clínico médico, Marcos Bremm.

Mesmo com todos estes motivos é tão difícil o fumante largar definitivamente o cigarro.  “A nicotina, encontrada em todos os derivados de tabaco, é responsável por causar a dependência química. Esta substância leva a produção de dopamina no cérebro, provocando a sensação de prazer ao fumante”, explica o pneumologista.

Para dizer adeus de vez ao cigarro é preciso ter vontade de parar de fumar. Mas, quando esta vontade não fala mais alto ou não existe? “Recorrer para a condição de saúde, se a condição de saúde não funcionar fazer com que o fumante perceba os gastos excessivos durante o mês com o cigarro, abordar a condição de estética, ou seja, tentar atingir o que mais incomoda o paciente”, constata Bremm. Outra dica do médico é na hora da fissura (vontade intensa de fumar) buscar fazer algo saudável ou até mesmo tomar um copo de água para substituir a vontade de fumar. “O tratamento para fumante é em conjunto – profissional e paciente – e consiste em técnicas diversificadas, conforme o grupo e idade, para ajudar a deixar o vício”, diz ele.

Técnicas para parar de fumar:

Parada Abrupta

Você marca uma data e nesse dia não fumará mais. Além disso, jogue fora maços e lave suas roupas, inclusive as de cama.

Parada Gradual

Você pode utilizar este método de duas formas. A primeira é reduzindo o número de cigarros. Por exemplo: um indivíduo fuma 30 cigarros por dia. No primeiro dia, fuma os 30, no segundo, 25, no terceiro, 20, e assim sucessivamente. O sétimo dia seria a data para deixar de fumar. A estratégia gradual não deve gastar mais de duas semanas para ser colocada em prática, pois pode se tornar uma forma de adiar, e não de parar de fumar. É importante marcar uma data-alvo para que seja seu primeiro dia de ex-fumante.

Sintomas da síndrome de abstinência

O organismo volta a funcionar normalmente sem a presença de substâncias tóxicas e alguns fumantes podem apresentar (varia de fumante para fumante) sintomas de abstinência como fissura (vontade intensa de fumar), dor de cabeça, tonteira, irritabilidade, alteração do sono, tosse, indisposição gástrica. Estes sintomas, quando se manifestam, duram de uma a duas semanas.

NÃO TENHA MEDO!

 De engordar

Se a fome aumentar, não se assuste, é normal um ganho de peso de até 2 kg, já que seu paladar vai melhorando e o metabolismo se normalizando. De qualquer forma, procure não comer mais do que de costume. Evite doces, alimentos gordurosos e mantenha uma dieta equilibrada com alimentos de baixa caloria, frutas, verduras, legumes. Beba muito líquido, de preferência água e sucos naturais. Evite café e bebidas alcoólicas, eles podem ser um convite ao cigarro.

ARMADILHAS!

Nos momentos de estresse

Procure se acalmar e entender que momentos difíceis sempre vão ocorrer e fumar não vai resolver seus problemas.

Sentindo vontade de fumar

A vontade de fumar não dura mais que alguns minutos. Nesses momentos, para ajudar, você poderá mascar chicletes ou chupar balas, beber água gelada ou comer uma fruta.

Exercícios de relaxamento

É um ótimo recurso relaxar. Faça a respiração profunda: respire fundo pelo nariz e vá contando até seis, depois deixe o ar sair lentamente pela boca até esvaziar totalmente os pulmões. Relaxamento muscular: estique os braços e pernas até sentir os músculos relaxarem.

Proteja-se!

Após parar de fumar, uma simples tragada pode levar você a uma recaída. Evite o primeiro cigarro e você estará evitando todos os outros.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome