Além de sintomas comuns de gripe, inflamações no olho podem ser um tipo de manifestação do novo coronavírus

Os olhos podem ser um local de contaminação do Covid-19. De acordo com a médica oftalmologista Eliana Pires (CRM 13614) existem vários relatórios que sugerem que o vírus pode causar inflamações nos olhos, como a conjuntivite e possivelmente ser transmitido pelo contato do aerossol com a conjuntiva. “Portanto, pessoas que tossem e espirram deixam dispersos no ar, daí a importância do uso de máscaras”, alerta a médica.

A conjuntivite é um processo inflamatório da conjuntiva, membrana transparente que reveste a área branca dos olhos e a parte interna das pálpebras. Essa manifestação pode ser causada por diversos agentes, inclusive pelo novo coronavírus. “Isso ocorre quando o vírus entra em contato com a superfície ocular, ocasionando a inflamação. Como já é do conhecimento da oftalmologia, temos surtos de conjuntivite viral por outros vírus e com o Covid-19 também estamos tendo casos”, afirma Eliana.

 

Sintomas de Conjuntivite:

– Vermelhidão nos olhos;

– Inchaço das pálpebras, secreção, sendo mais intenso ao acordar;

– Lacrimejamento;

– Sensação de corpo estranho (cílios e cisco);

– Intolerância à luz (fotofobia);

– Dor no olho;

– Pode vir seguido de visão embaçada quando acomete a córnea também.

Para prevenir a Conjuntivite:

– Lave as mãos com frequência;

– Evite levar as mãos ao rosto, principalmente aos olhos;

– Não compartilhe objetos pessoais como: toalha, travesseiro, maquiagem e colírios;

– Se estiver com os sintomas da conjuntivite, independente do agente causador, não é recomendado contato muito próximo como beijos e abraços.

“Em tempos de Pandemia, cubra a boca com o antebraço ao tossir ou espirrar, use máscara, higienize as mãos com frequência com água corrente e sabão, utilize álcool 70% líquido ou em gel somente quando não é possível lavar as mãos”, destaca Eliana.

O fato de esfregar os olhos, pode fazer com que ocorra a contaminação pelo Covid-19 e outros patógenos, portanto, fora ou dentro de casa, não esfregue os olhos. Se houver necessidade de secar os olhos, nariz ou a boca, nunca reutilize o lenço descartável.

A médica oftalmologista sugere que nunca devemos esfregar as mãos nos olhos, mesmo quando a pandemia passar. “O ideal é lavar o rosto com água fria da torneira e secar delicadamente os olhos. Se ainda assim persistir, recomendamos que seja feita a higiene ocular, com uso contínuo de soro fisiológico “gelado”. Alguns pacientes após avaliação oftalmológica, são recomendados a usar lagrimas artificiais para higienizar e hidratar os olhos, mas lembrem-se que se tiverem passado álcool em gel nas mãos um pouco antes de usar os colírios, poderá acidentalmente apresentar uma conjuntivite química pelo álcool nos olhos”, salienta.

 

Dicas de como higienizar as lentes de óculos incolores e solares

Faça a limpeza das lentes com água e sabão neutro, esfregando delicadamente com os dedos e em seguida, enxágue-as com água corrente. Seque as lentes com um pano limpo e seco ou lenço de papel bem sensível. A higienização com água e sabão neutro eliminam os aerossóis, bem como, as partículas de poeira. Também pode ser recomendado o uso de lenços especiais comercializáveis em óticas, sendo estas as recomendações ideais. Nunca utilize produtos de limpeza como detergentes, acetona e outros químicos, pois irão danificar as lentes.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome