Pretty young woman with sketched strong and muscled arms

No dia 8 de março comemora-se o Dia Internacional da Mulher, que simboliza a luta histórica das mulheres

 Foi através de avanços na sociedade que as mulheres hoje ocupam grande parte do mercado de trabalho, da política e também dos bancos escolares. Com o tempo surgem muitas tarefas, como trabalho, casa, família, filhos e outros. Por isso, a mulher precisou se adaptar a realizar várias funções ao longo do dia. Muitas delas ainda precisam ouvir que cuidar das atividades domésticas e dos filhos “não é coisa para homem”. No entanto, sabemos que muito se precisa fazer para obtermos uma igualdade salarial, mas também contra o machismo e a violência.

E entre tantos afazeres, muitas mulheres acabam deixando de lado um fator muito importante em suas vidas: a autoestima. Em muitos casos, não se dão conta que gastam um tempo precioso de seus dias cuidando de outras pessoas e esquecem de si. De acordo com a nutricionista Mariane Rosseti Macedo (CRN 8-10381), a autoestima é importante para todos, pois precisamos estar sempre de bem com nós mesmos, garantindo mais confiança, energia e força de vontade. “Uma alimentação saudável associada a atividade física pode reduzir o risco de várias doenças, assim como fazer a pessoa se sentir bem consigo mesma, causando maior bem-estar e,consequentemente, aumentando a autoestima”, afirma.

Mude seus hábitos

Se não estamos satisfeitos com o nosso desempenho, é preciso começar pelo básico, decidir que você quer mudar e seguir firme. Faça boas escolhas alimentares, buscando sempre os alimentos mais saudáveis, que não prejudiquem o seu organismo e seu corpo, afinal o interior do nosso corpo reflete para o exterior. “Por isso, se você tem uma boa alimentação, automaticamente terá uma pele mais hidratada, diminuirá celulites, acne, retardará o envelhecimento, terá unhas e cabelos mais fortes e brilhantes, entre outros. Comece uma atividade física, nem que seja apenas uma caminhada, mas comece. Você se sentirá determinada em seguir em frente quando ver os resultados”, salienta a nutricionista.

Além de alimentar-se adequadamente, existem vários hábitos que nos fazem renovar, como estar com a família, amigos, com o companheiro (a), sempre adicionando boas doses de risadas e experiências. Viaje, divirta-se, faça exercícios físicos, leia mais o que gosta, coma bem, de maneira saudável, sem exigir tanto de você, afinal tudo bem comer algo diferente as vezes, ninguém é de ferro. “Ter uma alimentação restrita, cheia de proibições apenas fará com que possa desenvolver ansiedade, compulsão alimentar e como consequência perderá a paciência, humor e autoestima”.

Você pode seguir vários cuidados para melhorar a autoestima, como dormir bem, tendo uma noite de sono tranquila, tome um bom café da manhã, com alimentos de qualidade, viva cercada de pessoas que goste e tenha uma relação tranquila com a comida. Além disso, esteja com quem te faz bem e busque sempre o melhor para si, amando-se sempre em primeiro lugar.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome