Sad man holding head with hand

Use a criatividade para fugir da rotina. Use a abuse da tecnologia para sentir-se mais próximo de quem você ama! 

Se você não se sentiu sozinho, triste, abatido, estressado ou em pânico nessa quarentena, sinta-se um privilegiado e continue cuidando da sua saúde mental. Com o coronavírus matando pessoas no Brasil e no mundo todo, acabamos nos chocando, nos entristecendo e vendo que cada dia que passa, os cuidados precisam ser ainda maiores. Ficar em casa, por exemplo, tornou-se um ato de amor ao próximo. Os idosos, precisam se manter em isolamento social e, muitas vezes, filhos e netos trabalham, moram em outras casas e precisam se distanciar. 

Quem é que não sente saudades de dar um abraço quentinho e caloroso nas vovós e vovôs, nos pais ou em amigos queridos? Pois é, só que esse abraço não pode ser dado, pelo menos não por enquanto. E como fica a saúde mental de nossos idosos e de todos, de maneira geral? Minimamente, abalada. 

Por isso, precisamos estar atentos à depressão. De acordo com a psicóloga Larissa Cabreira (CRP 08-15547), precisamos discutir ações que contribuam com a prevenção, primeiramente melhorando o ânimo, obtendo motivação e, consequentemente, contribuindo com o nosso humor. Portanto, confira algumas dicas: 

1 – “Rir é um ótimo remédio”. O riso treme, faz vibrar o corpo e relaxa dando uma sensação de bem-estar e ainda ativa no cérebro a produção de substâncias químicas que nos protegem contra acidentes vasculares cerebrais, diminui o estresse, ameniza o risco de problemas cardíacos e até ajuda no tratamento da depressão. Então, exponha-se a coisas engraçadas: conviva com pessoas divertidas, veja filmes alegres e ria até de si mesmo!

2 – Viver no isolamento requer que você aprenda a reformular pensamentos negativos em positivos. Incluir notícias e pessoas positivas, mesmo que seja por meio eletrônico. Não fique alimentando o dia todo seus medos, assistindo noticiários e mensagens de desgraças e sensacionalistas, se reserve e alimente-se de boas novas.

3 – Meditar é uma prática muito recomendada, pois melhora o sistema imunológico e aumenta nossa capacidade de atenção. E cada vez mais pesquisadores descobrem as vantagens dessa prática. Reservar uma hora de seu dia faz você pensar para dentro de si e aprender a se conhecer melhor.

4 – Uma alimentação saudável pode contribuir com a produção de serotonina neurotransmissor que atua no cérebro regulando o humor, sono, apetite, entre outras coisas. 

5 – Não podemos nos esquecer da atividade física, que tem se mostrado uma grande aliada. Isso porque o exercício físico libera no cérebro substâncias como as endorfinas, ligadas ao bem-estar e prazer. A recomendação é de 3 a 5 vezes por semana, com períodos de 45 a 60 minutos. 

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome