Confira dicas para fugir da doença que é considerada um dos maus do século

 

O estilo de vida moderno produz pessoas mais sedentárias e com uma alimentação cada vez menos natural e nutritiva. Como evitar o acúmulo de gordurinhas assim? Optar por alimentos mais saudáveis, ingeridos de forma gradual e balanceada no dia a dia, garantem além do fim das gordurinhas, mais saúde, disposição e longevidade.

De acordo com a nutricionista funcional Lis Anne B. Fermino, a obesidade é o acúmulo de gordura corporal, e geralmente, a pessoa que chega a obesidade tem um histórico de alimentação hipercalórica e falta de exercícios físicos. “É classificado como obeso as pessoas que tem um IMC (índice de massa corporal) acima de 30 kg/m², levando em consideração, que essa composição corporal é predominante por gordura. Nos últimos 10 anos, a obesidade no Brasil aumentou em 60%, uma em cada cinco pessoas está acima do peso no país”, alerta a profissional.

 

Doenças relacionadas

O grande perigo da obesidade, que preocupa todos os profissionais da saúde, são as outras patologias que tem entrada fácil para quem sofre da doença. “A obesidade traz para o indivíduo inúmeros problemas de saúde, entre eles: diabetes, hipertensão, dislipidemias, problemas respiratórios, cardiovasculares, apnéia do sono, cansaço excessivo, problemas renais, digestivos, hormonais”, pontua a nutricionista. Mas qual a ligação da obesidade com outras doenças, como a diabetes?

Lis Anne explica que a patologia é um fator de risco que contribui para o aumento de casos de hipertensão e diabetes, por exemplo. “Entre 80% a 90% de indivíduos com diabetes mellitus tipo 2 são obesos, sendo a obesidade um dos principais fatores de risco para essa patologia. Com o excesso de gordura corporal, ocorre o aumento da resistência à insulina, o que ocasiona aumento na glicemia, levando ao diabetes”, revela.

 

Como combater?

De acordo com a nutricionista, cada pessoa tem sua individualidade, o ideal para uma pode não ser para outra, porém, comer a cada 3 horas já é um início para reverter a obesidade. “Fazendo um café da manhã com uma boa qualidade de gorduras e proteínas diminui a ansiedade do final da tarde, assim como fazer um bom lanche no meio da tarde, diminui a compulsão da noite. Temos que trabalhar com estratégias para auxiliar nessa oxidação de gordura”, indica.

A nutricionista funcional orienta que a primeira coisa para organizar uma alimentação saudável é excluir os alimentos industrializados e manter os naturais. “Abrir menos e descascar mais, eliminando as frituras, os doces, fast-foods e refrigerantes”, afirma. “Trocando a farinha branca pela integral e dando preferência para frutas, verduras, legumes e raízes. Alimentos da “roça” mesmo!”, descontrai a profissional.

 

 

Quer uma dica?

Você não precisa deixar de comer coisas gostosas para ser saudável. Confira estas deliciosas receitas, super-nutritivas, que são alguns exemplos do que a nutricionista esportiva e funcional indica para comer sem culpa:

BROWNIE DE BANANA

 

Modo de fazer:

COOKIES DE AVEIA

 

Modo de fazer:

 

QUIBE DE QUINOA

 

Modo de fazer:

PIZZA DE BRÓCOLIS

Para a massa:

 

Recheio:

Modo de fazer:

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome