Além de quebrar paradigmas, a bebida também pode causar efeitos positivos para o organismo humano

A cerveja é certamente uma das bebidas mais amadas e consumidas pelo brasileiro. Prova disso é que segundo dados da Nielsen, no ano passado foram arrecadados 130 bilhões de reais em vendas da bebida no país. Mas, o que muitas pessoas não sabem é que a cerveja pode contribuir positivamente para a nossa saúde.

É possível ver muitos benefícios quando apreciamos a bebida moderadamente, e claro, com a companhia de amigos para compartilhar boas histórias. De acordo com a Universidade de Alcala, na Espanha, o consumo de duas porções de cerveja por dia pode reduzir o risco de contrair Alzheimer futuramente. Isso se deve pelo fato do teor de silício (mineral presente nas cascas de cereais) auxiliar na proteção do cérebro contra o alumínio presente dentro dos nossos corpos, considerado um dos principais causadores da doença.

Certamente, o consumo em excesso pode acarretar riscos que são totalmente prejudiciais. Algumas consequências do exagero são o câncer no fígado, estômago e esôfago, além de propiciar o aumento de gordura abdominal, instigando assim uma alta probabilidade de obesidade.

Eliezer Goulart é sommelier, ou seja, é o responsável pela escolha, recebimento e prova de bebidas. Em entrevista à Revista Mais Saúde, o profissional explica como a bebida, que é bastante vendida dentro de seu estabelecimento, pode ser benéfica quando degustada da maneira correta, quebrando assim muitos tabus existentes no imaginário das pessoas.

 

Revista Mais Saúde: Quais são os benefícios que a cerveja pode proporcionar?

Eliezer: A cerveja é considerada o pão líquido e como tal é um alimento completo. Possui uma variedade e equilíbrio entre os ingredientes, é rica em carboidratos e proteínas de fácil digestão, possui fibras solúveis, vitaminas, minerais, tem uma baixa concentração de açúcar e sódio, uma moderada quantidade de álcool e baixas calorias quando comparadas com outras bebidas alcoólicas. Entre os benefícios do consumo moderado, podemos destacar a diminuição no risco de incidência de doenças cardiovasculares, a diminuição nas perdas cognitivas decorrentes da idade, redução do estresse e ansiedade, além de promover sensação de bem-estar.

 

Revista Mais Saúde: Existe quantidade certa de consumo da bebida sem causar algum dano ao organismo humano?

Eliezer: Isso se difere de indivíduo para indivíduo. Há diferenças de acordo com a experiência, tolerância, metabolismo, vulnerabilidade genética e estilo de vida. Mas, se levar em conta a sugestão da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o consumo moderado de álcool, seria não mais que quatro doses em um único dia para homens e não mais que três doses para mulheres. Sendo que cada dose sugerida possui 10g de álcool. Fazendo uma conversão para uma cerveja do tipo lager com teor alcoólico de 4,8% daria 0,75 litros por dia para mulheres e 1 litro de cerveja por dia para homens.

 

Revista Mais Saúde: Quais são os fatores que fazem da bebida uma das mais consumidas entre os brasileiros?

Eliezer: A cerveja é uma bebida que possui vários estilos e que se adéqua as mais diversas situações. Você tem cervejas leves e refrescantes que caem muito bem para o clima tropical, predominante no Brasil. Já as cervejas fortes e encorpadas, são capazes de aquecer numa época mais fria, como é o caso de Guarapuava e região.

 

Revista Mais Saúde: Qual é o melhor modo de consumir a cerveja sem que ela se torne um vício?

Eliezer: A principal forma é beber menos e beber melhor. Há uma variedade enorme de estilos de cerveja, cada uma diferente da outra e com características peculiares. Degustando uma cerveja você consegue explorar todos os sentidos. É uma experiência sensorial única. Além disso, você também pode trabalhar com a harmonização da comida. Existe uma cerveja que complementa e enaltece cada prato. É possível fazer essa experiência e consumir de maneira moderada.

 

Revista Mais Saúde: Além da cerveja, existem outras bebidas que podem trazer benefícios para a saúde?

Eliezer: Sim. Conforme preconizado pela OMS o consumo moderado de álcool é benéfico para a saúde. A vantagem da cerveja é que ela tem um teor alcoólico menor que um vinho ou uma bebida destilada, em razão disso você pode beber uma quantidade maior.

 

Revista Mais Saúde: É possível consumir cerveja moderadamente e ter uma dieta balanceada?

Eliezer: Creio que é possível sim. Temos várias cervejas leves e refrescantes, tais como as witbiers, saisons e sours que harmonizam muito bem com saladas, peixes, carnes grelhadas e pratos, que geralmente fazem parte de uma dieta balanceada. A pessoa pode manter o foco na dieta e ainda harmonizar com uma boa cerveja.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome