Entenda quais são as principais consequências dessa mistura para a nossa saúde

 

O consumo de bebidas alcoólicas não é aconselhável quando a pessoa está tomando algum tipo de remédio, pois a interação do álcool com os medicamentos faz com que se perca os efeitos das medicações. Além disso, essa mistura pode significar um perigo ainda maior, uma vez que o álcool altera a interação de enzimas e de outras substâncias corporais quando entra em contato com alguns fármacos.

Existem dois tipos de interações: a farmacocinética e a farmacodinâmica. “A primeira é identificada por interferência no modo de absorção, distribuição, metabolismo ou excreção de drogas, enquanto a farmacodinâmica causa alteração nas respostas dos pacientes sem alterar a absorção dos remédios”, explica a farmacêutica Zaclis Iponina Xavier.

Confira quais as consequências da interação do álcool com alguns dos medicamentos, de acordo com a farmacêutica:

Álcool X Anti-inflamatórios: aumento do risco de úlcera gástrica e sangramento;

Álcool X Ansiolíticos (calmantes): amplia o efeito sedativo, risco de coma e insuficiência respiratória;

Álcool X Antidepressivos: crescimento de reações adversas, potencializando o efeito sedativo e diminuindo a eficácia do remédio;

Álcool x Inibidores de apetite: aumenta o potencial para ocorrer efeitos sobre o Sistema Nervoso Central (SNC), como tontura, vertigem, fraqueza, desmaio e confusão mental;

Álcool x Insulina: pode gerar hipoglicemia, pois o álcool inibe a disponibilidade de glicose realizada pelo organismo e também provoca efeito antabuse, que é a aversão ao medicamento. O uso agudo do álcool prolonga os efeitos, enquanto o uso crônico inibe os antidiabéticos;

Álcool x Anticonvulsivantes: aumentam os efeitos colaterais e o risco de intoxicação, e também diminui a eficácia contra crises de epilepsia;

Álcool x Dipirona: potencializa o efeito do álcool e aumenta o risco de hepatite medicamentosa;

Álcool x Ácido Acetilsalicílico: eleva o risco de sangramento estomacal e potencializa o efeito do álcool;

Álcool x Anticoagulantes: varfarina e tamoxifeno potencializam seus efeitos na presença do álcool.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome