Alguns atrasos são normais, mas também podem sinalizar problemas mais sérios

Se existe algo que nem sempre funciona como um relógio na mulher é o ciclo menstrual. Algumas falhas podem ser normais, mas também podem sinalizar cisto nos ovários ou problemas mais sérios.

Mas quais são os sinais de que a menstruação está irregular? De acordo com a ginecologista e obstetra, especialista em Reprodução Humana, Elissa Pereira Dias, a duração do ciclo menstrual normal varia de 21 a 35 dias, com média de 28 dias, e o fluxo menstrual dura de dois a seis dias, com uma perda sanguínea de 20-60 ml. Quando o ciclo menstrual for muito curto (menos de 21 dias), muito longo (mais de 35 dias), ou com duração maior que 7 dias pode ter algo errado.

Porém, conforme a ginecologista, esses sinais de menstruação irregular devem ser divididos por faixa etária. Por exemplo, na adolescente que acabou de ter a menarca (primeira menstruação) é normal certa irregularidade menstrual nos primeiros dois anos após a menstruação. “Isso ocorre devido à imaturidade do eixo hipotálamo-hipófise-ovariano, eixo que controla todo o ciclo hormonal e menstrual da mulher. Mas se essa irregularidade persistir por dois anos após a menarca deve ser investigado”, explica.

Segundo a ginecologista, na pré-menopausa também é normal ocorrer irregularidades, como menstruar duas vezes no mês ou até ficar de 2 a 3 meses sem menstruar.

 

Quais são as causas?

As principais causas de irregularidade menstrual, de acordo com a ginecologista, são: o sangramento disfuncional por alterações hormonais e sangramentos por causas estruturais; miomas, pólipos, gravidez inicial, adenomiose, uso de DIU, carcinoma endometrial, uso de anticoncepcionais hormonais, uso de terapia de reposição hormonal.  Distúrbios emocionais e estresse também favorecem uma menstruação irregular, assim como dietas rígidas e desnutrição (principalmente associada à bulimia ou à anorexia) e atividade física em excesso.

Segundo a médica, existem também os sangramentos que podem aparecer devido a doenças sistêmicas como: alterações na coagulação, distúrbios de tireóide e também devido ao uso de medicamentos como anticoagulantes, corticoides e tamoxifeno.

 

Quando é hora de procurar um médico?

A ginecologista ressalta que durante o menacme, período que compreende desde a primeira menstruação até o período que antecede a menopausa, qualquer padrão menstrual anormal deve ser investigado.

Por isso, conforme ela, é importante procurar um especialista sempre que houver alteração na frequência, duração ou volume dos sangramentos menstruais, quando há sangramento entre os períodos, e sempre que houver dor ou cólicas moderadas a intensas, e dor ou sangramento durante a relação sexual. “Ao procurá-lo, o  ginecologista irá realizar a anamnese, exame físico ginecológico, e avaliar a necessidade de exames como dosagens hormonais e exames de imagem, como a ecografia, para realizar o diagnóstico correto”, afirma.

Por Camila Neumann

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome