Confira algumas dicas para evitar o contato com esse invertebrado, já que seu veneno pode ser letal

 

O verão é a época em que os escorpiões estão mais presentes, visto que esses aracnídeos costumam aparecer quando o tempo é quente e úmido. É necessário ressaltar que existem escorpiões de duas colorações: os amarelos e os pretos, sendo os amarelos os que podem causar o envenenamento. 

Para evitá-los, alguns cuidados devem ser tomados, como exemplifica o médico alergista e imunologista Gilberto Saciloto (CRM 5303) (RQE 12539):

  • Aparar a grama do jardim;
  • Colocar telas nos ralos;
  • Deixar o lixo armazenado em sacos plásticos fechados, pois baratas são alimentos para escorpiões;
  • Evitar colocar a mão embaixo de pedras ou buracos;
  • Fechar frestas em paredes;
  • Manter ambientes limpos, evitando montes de lenha e entulhos;
  • Deixar as camas afastadas da parede;
  • Preservar lagartos e aves de período noturno como corujas, além dos sapos, que auxiliam no controle natural dos escorpiões. Já que os pesticidas não são eficientes para o combate dos mesmos;
  • Vistoriar roupas e calçados antes de vestir.

 

Como agir em caso de picada?

Em caso de picada, é necessário procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima e levar, se possível, o escorpião dentro de um frasco. “Todos os casos necessitam de avaliação médica, isso é fundamental para verificação da gravidade. O tratamento depende de cada caso, podendo ir de limpeza e anestesia local até o uso de analgésicos e de soro antiescorpiônico. O soro antiescorpiônico está disponível nas Unidades de Saúde Referências e, caso não o possuam, eles saberão indicar o local preciso”, orienta o médico.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome