mid age woman having stomach pain at home

Os cistos ovarianos podem surgir por vários motivos. Por isso, é importante estar atento aos sintomas

O cisto no ovário é uma bolsa cheia de líquido que se forma dentro ou ao redor do ovário, podendo provocar dor na região pélvica, atraso na menstruação ou dificuldade para engravidar.

De acordo com o médico ginecologista e especialista em reprodução assistida Ricardo Delle Donne (CRM 30592), eles podem surgir por diversos motivos. Desde o processo de ovulação que ocorreu de maneira incompleta ou errada (formando cistos de retenção ou hemorrágicos, por exemplo), até a replicação das células do ovário que pode acontecer com erros (gerando os tumores ovarianos benignos ou malignos) ou até implantes de endometriose que geram cistos chamados endometriomas.

Segundo o ginecologista, normalmente os cistos ovarianos só são sintomas, como a dor pélvica quando estão maiores. “A dor pélvica, que piora principalmente durante o período menstrual pode estar associada aos endometriomas”, ressalta. 

Prevenção

A prevenção dos cistos pode ser feita com o uso de medicamentos que inibam a ovulação, como os anticoncepcionais. “A indicação deve ser médica, portanto, a consulta com o ginecologista é excepcional”, ressalta o profissional.

Existem vários tipos de cistos, mas entre os mais comuns estão os foliculares, que ocorrem quando a ovulação é incompleta e o folículo não rompe e os cistos hemorrágicos ocorrem quando há formação de um coágulo no folículo após a ovulação, afirma Ricardo.

Entre os fatores de risco, encontram-se pacientes que não fazem uso do anticoncepcional, obesidade, diabete e histórico familiar. “Na maioria dos casos, somente o acompanhamento é suficiente (no caso dos cistos funcionais). Em casos que a cirurgia é necessária, deve ser feita por videolaparoscopia, que possibilita menos dor, recuperação mais rápida e menos riscos. É importante lembrar que muito raramente o ovário precisa ser retirado. Na maior parte das vezes, somente a retirada do cisto é necessária. Oferecemos cirurgias ginecológicas por vídeo na clínica”, salienta Ricardo.

 

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome