Quer ter o sorriso mais branco? Então, confira as dicas

 

O escurecimento dos dentes acontece de forma gradual, e quando notamos, a cor já não é a mesma de anos atrás. As alterações de cores são naturais, mas ao mesmo tempo que podemos diminuir a velocidade destas mudanças, é possível também reverter o processo de forma segura e eficaz.

Segundo a implantodontista Josiane Gavlik Zandonai, o processo de escurecimento pode ocorrer por diversos fatores, como a genética, hábitos de higiene e alimentação, tratamento de canal ou alguns antibióticos, como a tetraciclina, se usado na época da formação dos dentes. “A alteração da cor acontece também, naturalmente, a medida que envelhecemos”, salienta a profissional. “A boa notícia é que, na maior parte dos casos, é um problema fácil de resolver. Hoje temos técnicas muito eficazes de clareamento dental”, complementa Josiane.

 

Evite o escurecimento

De acordo com a implantodontista, o primeiro passo é a prevenção. O amarelamento causado pela genética e a passagem do tempo, por exemplo, é impossível de ser evitado, mas bons cuidados com os dentes, aliados ao consumo não excessivo de alimentos e bebidas que contenham muito corantes, garantem a manutenção da cor por muito mais tempo.

Josiane explica que alimentos como café, vinho tinto, chá preto, chá verde, alguns refrigerantes e alimentos que contenham betacaroteno, como a cenoura, tomate e o açaí, devem ser utilizados na dieta com moderação, se o seu foco é ter os dentes sempre branquinhos. “Além de hábitos como fumar, uso excessivo de alguns enxaguantes bucais, assim como a má higiene bucal, fazem com que os dentes amarelem mais rapidamente”, alerta a dentista.

 

E o clareamento?

 Segundo a profissional, o clareamento dental é uma boa alternativa, por ter uma boa durabilidade e, de modo geral, não causar efeitos colaterais como o escurecimento mais intenso após o efeito do tratamento. “Se o paciente tiver bons hábitos de higiene e alimentação, o efeito do procedimento pode durar até 10 anos. A melhor indicação é sempre procurar um profissional qualificado para orientar de maneira adequada, pois cada caso tem sua particularidade”, informa.

 

Cuidado:

Tentar clarear os dentes em casa pode ser uma cilada! Além de métodos abrasivos e sem base científica, cada paciente tem um tipo de dente, com diferentes características e necessidades. “Muitos tratamentos caseiros de branqueamento não têm capacidade terapêutica, como alguns anunciados na televisão e que prometem um branqueamento em até oito tons, o que é impossível. É publicidade enganosa. O ideal é consultar o dentista e ver o que se pode fazer para branqueá-los”, indica a implantodontista.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome