O poder das mãos para o bem-estar

“Saúde é o estado ótimo de bem-estar social, mental e físico, e não apenas a ausência da doença” (Organização Mundial da Saúde, 1948). Com a correria da vida moderna, nos tornamos pessoas estressadas, ansiosas e preocupadas. A partir disso, o corpo passa a mandar sinais de estresse através do humor ou falta dele, dor, sobrecarga na coluna cervical, entre outros, em que devemos aprender a ouvi-lo.

O toque terapêutico vem ser um aliado para o combate do estresse, antes que a patologia se instale. A massagem não é somente um toque, mas bem mais, proporcionando prazer. Abrange várias técnicas que utilizam basicamente as mãos, dentre as quais a mais conhecida é o Shiatsu.

Segundo o Ministério Japonês de Saúde, o Shiatsu (shi = dedos/atsu = pressão, de origem japonesa) é uma forma de manipulação feita pelos polegares, dedos e palmas, sem uso de qualquer instrumento mecânico ou de outro tipo, aplicando pressão à pele, corrigindo disfunções internas, promovendo e mantendo a saúde e tratando de doenças específicas. É uma técnica terapêutica baseada na Medicina Tradicional Chinesa com origem a mais de 5000 anos, cujo principal objetivo é o bem-estar.

Nos seres humanos existe uma energia vital denominada ki para os japoneses (sopro da vida) e Chi para os chineses que anima todo ser vivo. Essa energia circula por todo corpo através de canais interligados chamados meridianos. Cada meridiano (12 no total) está ligado a um órgão ou função no organismo. O fluxo equilibrado de Yin e Yang é necessário para a saúde física, emocional e intelectual. Quando ocorre uma alteração nesse fluxo, um desequilíbrio em Yin e Yang, excesso ou falta de Ki, são produzidos sintomas de patologias internas ou externas.

O Shiatsu facilita a circulação do sangue e da energia por todo o corpo, pressiona e alonga cada parte do músculo, sendo uma técnica não isenta de dor, porém ao final tem-se a sensação de alivio e relaxamento. A aplicação da técnica é firme e com intensidade gradual de acordo com a sensibilidade do paciente e do resultado esperado, podendo inibir ou estimular o fluxo de energia daquele local.

A terapia é ideal para:

• Dores de cabeça/enxaquecas;

• Dores de costa/coluna/pescoço/ombros;

• Dificuldades emocionais (depressão, baixa auto-estima, etc);

• Estresse/Tensão/Ansiedade;

• Cansaço/Fraqueza;

• Insônias;

• Distúrbios intestinais;

• Perturbações menstruais;

• Problemas respiratórios (asma, bronquite, etc);

• Problemas reprodutivos;

• Sinusite;

• Constipações e tosse;

• Tensão muscular;

• Artrite;

• Lesões desportivas.

Qualquer pessoa pode receber a massagem, não importando sexo e idade. Gestantes, por exemplo, podem reduzir inchaços, dores nas costas e pernas, contudo devem procurar profissionais competentes, pois existem pontos abortivos.

As únicas contra-indicações são febre, infecções, doenças contagiosas e fraturas.

Massagem faz muito bem, então, aproveite. É uma forma prazerosa de manter a saúde física e mental.

 

Autora: Drª Patrícia Caroline Tada

Fisioterapeuta

 

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome