yoga

Na atualidade, está cada vez mais difícil de reservar um tempo para cuidar do corpo e da mente, o que é fundamental para a plenitude da saúde.

Em meio a tanta correria, estresse e cobranças diárias, o corpo e a mente pedem por um momento de tranqüilidade, equilíbrio e paz espiritual e emocional. Momento de respirar adequadamente e relaxar o corpo. Esta hora é encontrada por muitos na prática do yoga. “Chego aqui com a respiração presa e quando acaba a aula sinto uma leveza, uma calma e organização da mente”, declara a psicóloga, Juliana Germano.

O yoga é uma filosofia que se vivência com a prática, onde o próprio corpo serve como laboratório. “O yoga é um momento de encontro com você mesmo. A principal sensação é a de se encontrar, de se auto-conhecer, como forma de encontro com a essência e a natureza espiritual, além de ser um momento de consciência e de fazer bem fisicamente”, afirma a professora de yoga, Mariel Roldán.

Na prática de yoga várias sensações são despertadas. Alguns vêem no yoga uma forma de reduzir e controlar o estresse, outros de aumentar a flexibilidade e o condicionamento físico, como terapia e bem-estar. “O yoga ajuda o praticante a encontrar o seu centro, o equilíbrio, a estabilidade e potencializar a confiança na sua própria capacidade”, completa Mariel.

A cobrança por resultados e o ambiente de competição que fazem parte da rotina da maioria das empresas, é uma atitude que fica de fora no yoga. “O yoga é um momento de relaxar, descontrair, de libertação e de iluminação própria”, declara a professora de Yoga. Para a bancária que freqüenta aulas de yoga há mais de dois anos e meio, Maria H. R. Machado, a prática desta filosofia oriental é uma necessidade para enfrentar o dia-a-dia e para manter o equilíbrio intelectual.

O yoga pode ser praticado em qualquer idade, desde crianças até idosos, por ambos os sexos e em qualquer profissão, “basta ter vontade de fazer algo diferente e que visa um maior conhecimento próprio”, diz Mariel.

Esta filosofia oriental, que existe há mais de cinco mil anos, tem centenas de modalidades, mas a grande maioria trabalha com asanas. “Asanas exercita as posições físicas, posições de equilíbrio, exercícios respiratórios, mantras, exercícios de relaxamento e meditação”, explica a professora.

O yoga, além de ajudar a combater o estresse, alvitrar equilíbrio e despertar para uma vida interior mais plena, também é uma excelente técnica para a respiração e a postura corretas. “Trabalhamos com exercícios que propõe aos praticantes técnicas para respirarem melhor e adequadamente e também para manter uma postura correta”, revela Mariel.

Yoga para crianças

Até mesmo os pequenos já são bastante atarefados com escola, aula de idiomas, natação, futebol ou qualquer outra atividade física. Sem competição e sem a cobrança por resultados, o yoga para crianças é uma prática que ajuda a se sentirem mais livres. Além disso, segundo Mariel, a prática favorece à criança ter mais concentração, mais disciplina, respirar corretamente e ter uma boa postura.

Mariel tem turma a partir de seis anos, mas diz que crianças com menos idade também podem praticar yoga, considerando que a prática, para este público, é mais liberal e com atividades específicas.

Shiatsu: técnica que também ajuda a promover o bem-estar

Os orientais definem saúde como união harmoniosa entre corpo, mente e espírito, e para equilibrar estes três pontos, ás vezes, é preciso uma ajudinha. O método terapêutico japonês, o shiatsu, técnica semelhante à acupuntura, é indicado para reequilibrar energias do corpo e para o tratamento de doenças. “O shiatsu é feito com a pressão dos dedos nos pontos estabelecidos ao invés da inserção de agulhas, como na acupuntura, para estimular o corpo a trabalhar sozinho contra algumas patologias, principalmente as de alterações musculares e ortopédicas”, explica a fisioterapeuta e acupunturista, Juliani H. Hul.

Recomendado para desequilíbrios emocionais e sexuais, insônia, ansiedade, melhorar a circulação sanguínea, equilibrar o sistema nervoso, aliviar a dor de cansaço por contratura e má postura, retardar o envelhecimento, entre outras funções, o shiatsu, segundo a fisioterapeuta, é uma ótima fórmula para quem quer parar ou diminuir os vícios medicamentosos da medicina ocidental. “Além disso, propõe ao paciente uma sensação de bem-estar geral”, completa.

Na primeira sessão é feita uma avaliação para verificar a intensidade da massagem e instituir o tratamento. “Primeiro é feito uma avaliação completa do paciente, tanto emocional como física, para mapear os pontos da massagem e uma conversa com o paciente para analisar os principais sintomas”, diz Juliani.

O tratamento inicial é indicado, conforme a fisioterapeuta, duas vezes por semana, mas à medida que vai evoluindo começa a espaçar, podendo ser feito uma vez por semana, e assim sucessivamente. Quanto às restrições são relativas. “É preciso ter um cuidado especial com quem tem osteoporose, câncer, infecções e em relação à idade”, afirma a profissional. O shiatsu, conforme Juliani, não tem efeitos colaterais desde que aplicado corretamente.

 

 

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome