A prótese de mama é uma febre entre as mulheres brasileiras. Essa cirurgia plástica é a segunda mais procurada no país, perdendo apenas para a lipoaspiração. Porém, algumas inverdades sobre a atuação da prótese no organismo feminino fazem com que muitas mulheres, que sonham em aumentar os seios, adiem o procedimento pelo excesso de dúvidas.  Para esclarecer algumas delas, a Revista Mais Saúde conversou com o cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Dr. Marco Dallegrave. Vamos a elas:

 

Revista Mais Saúde – Qual é o caminho para optar por um bom cirurgião plástico?

Dr. Marco – Primeiramente, certificar-se de que o médico cirurgião faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. E em segundo lugar, tirar referências com outras pacientes que já se submeteram ao mesmo procedimento com o médico escolhido.

 

Revista Mais Saúde – Como saber qual é a prótese certa para mim?

Dr. Marco – A melhor forma de você saber qual a prótese correta para seu caso é através do médico que vai avaliá-la, e conforme seu desejo e características anatômicas, ele lhe dirá qual o tipo de prótese e tamanho é mais adequado para seu caso. Estas próteses podem ser de perfil redondo, anatômico, e de projeção moderada, alta e super alta.

 

Revista Mais Saúde – A prótese impede a mulher de amamentar?

Dr. Marco – Não. Atualmente existem técnicas para aumentar as mamas com próteses que a paciente pode amamentar tranquilamente, sem prejuízo à mãe e ao seu bebê.

 

Revista Mais Saúde – O silicone pode atrapalhar o diagnóstico de câncer de mama?

Dr. Marco – Não. Atualmente os profissionais que realizam o procedimento de aquisição de imagens mamográficas já estão treinados para realizarem a manobra de Eklund, na qual se faz o deslocamento da prótese para melhor visualização do tecido mamário, aumentando a qualidade da mamografia.

 

Revista Mais Saúde – Que anestesia é usada nessa cirurgia?

Dr. Marco – Em todos os casos de mamoplastia de aumento, colocação de prótese de mama, a anestesia pode ser peridural com sedação ou anestesia geral, depende muito do cirurgião e do anestesista que o acompanha.

 

Revista Mais Saúde – É possível evitar que a cirurgia deixe cicatriz?

Dr. MarcoNão, uma vez que se faça um corte para colocação das próteses de mama, ficará uma cicatriz permanente. O que ocorre é que esta cicatriz fica geralmente em uma localização que não fique aparente, visível, que pode ser no sulco da mama, em região periareolar – ao redor da aréola, e em região axilar. Com o tempo a cicatriz vai se tornando imperceptível e melhorando de coloração.

 

Revista Mais Saúde – O pós-operatório costuma ser dolorido?

Dr. Marco – Costumo dizer às minhas pacientes que elas vão ter um pequeno desconforto pelo aumento das mamas que pode ser tranquilamente controlado com medicação analgésica e anti-inflamatória. Outro procedimento que ajuda a melhorar o desconforto são as drenagens linfáticas.

 

Revista Mais Saúde – E a recuperação, é tranquila?

Dr. Marco – Sim, as pacientes voltam as suas atividades normais dentro de um período de 15 dias. Porém, aconselho a fazer atividade física leve apenas após 30 a 45 dias de pós-operatório.

 

Revista Mais Saúde – Depois de quanto tempo a prótese deve ser substituída?

Dr. Marco – A durabilidade do implante de silicone varia de acordo com a marca da prótese, mas em média, dura 8 a 10 anos. Após isso, caso exista alguma alteração no exame físico ou radiológico, é necessário trocar o implante por outro novo.

 Por: Camila Neumann

 

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome