Casos de infecções respiratórias nas crianças aumentam nesta estação.

 

Quando o inverno começa a dar os seus sinais, com dias mais frios, muitas mães que tem filhos bebê ou crianças começam a se preocupar com a saúde dos pequenos. “A incidência de infecções respiratórias no inverno sempre será mais alta em relação às outras estações do ano. Isto se deve à maior proliferação dos vírus e ao comportamento de aglomeração das pessoas associado à ambientes fechados e com pouca ventilação”, ressalta o pediatra, Amadeu Weber.

As principais desordens que acometem as crianças no inverno, segundo o pediatra, são as afecções (doenças) das vias respiratórias, que incluem, principalmente, as infecções das vias aéreas superiores e inferiores e as alergias respiratórias. “Dentre as infecções virais destacam-se traqueobronquite, bronquiolite, laringite, resfriado comum, gripe e a pneumonia viral, causados em sua maioria pelos vírus influenza, adenovírus, rinovírus, vírus sincicial respiratório, entre outros. Os quadros bacterianos, pneumonia, otite, laringite, faringite estreptocócica, sinusite, amigdalite e, menos freqüente, a epiglotite, podem ocorrer como manifestação inicial ou como complicação de um quadro viral”, afirma ele, acrescentando que as alergias respiratórias mais comuns dessa época do ano são rinite, sinusite alérgica e a asma.

Para diminuir a incidência das infecções nos bebês e crianças neste período, de acordo com o médico, é importante mantê-las, sempre que possível, afastadas de adultos e outras crianças com manifestações respiratórias e evitar aglomerações humanas, como, por exemplo, supermercados, filas de banco, ônibus, creche ou qualquer outro ambiente fechado, com muitas pessoas e com pouca ventilação. Outra dica é lembrar de abrir as janelas de casa para deixar o sol entrar e ventilá-la. “Banhos e a troca das roupas de cama da criança devem ser diários. Um artifício moderno e com boa resposta na incidência e morbidade destas doenças é a vacina para as crianças habilitadas”, declara Weber.

Com a chegada do frio é natural que as crianças sintam menos sede e consequentemente solicitem menos líquidos. Contudo, é essencial que os pais ou responsáveis ofereçam com freqüência, pois elas ainda continuam perdendo líquidos pela transpiração e pela respiração. “O organismo necessita de líquidos para continuar mantendo suas funções vitais, como, por exemplo, a função cerebral, renal e cardíaca, e é de fundamental importância para a produção das células do sangue e de defesa”, lembra o pediatra.

Mesmo com a temperatura mais baixa, agasalhar os pequenos demais não é recomendado. “Colocar muita roupa na criança pode acarretar em febre, irritabilidade, transpiração excessiva, alergias cutâneas e respiratórias. Devemos saber que a criança deve estar somente um pouco mais agasalhada que os adultos”, alega o médico. Ele diz que o excesso de agasalho pode ser causa de choro inconsolável em neonatos e lactentes.

Sintomas de infecções respiratórias nas crianças

 

Os principais sintomas das infecções respiratórias nas crianças, segundo o pediatra, são tosse (seca ou produtiva), desconforto respiratório, cansaço, obstrução nasal, espirros, coriza (hialina, esverdeada ou amarelada), inapetência, irritabilidade, sonolência e febre. “Lembro ainda que não é necessário que a criança apresente todos esses sintomas juntos para que se confirme o diagnóstico. Alguns apresentam de forma mais branda e com poucos sintomas e outros com formas mais intensas e mais graves”, completa.

Sempre que a criança apresentar algum dos sintomas citados, os pais devem procurar atendimento médico, pois caberá a ele decidir pelo melhor tratamento e avaliar a necessidade de internação hospitalar. “Fica difícil para a família avaliar exatamente o diagnóstico e principalmente o grau de gravidade de cada caso, função esta do médico. É importante que a família confie no seu médico, siga o tratamento conforme prescrito e evite a automedicação”, salienta Weber.

 

 

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome