Saiba como as cirurgias plásticas podem auxiliar na perda das gordurinhas indesejadas

Por muito tempo a medicina voltou-se para o prolongamento da vida, da busca da longevidade. Hoje, além de viver mais, todas as pessoas querem viver bem. Isso significa a busca da qualidade de vida associada à quantidade de vida. E, sentir-se bem pode estar ligado a procedimentos estéticos, como as cirurgias plásticas.

A cirurgia plástica não foi pensada para a perda de peso, como muitas pessoas acreditam. Ela auxilia no contorno corporal, melhorando a forma e a dimensão do corpo. “Existem cirurgias que são indicadas para retirada do excesso de gordura localizada, por exemplo, como a lipoaspiração. Mas não serve como forma de emagrecimento, uma vez que o limite máximo para exérese de gordura é 7% do peso ideal para altura e idade do paciente. Portanto, quem está acima do peso, não conseguirá resultados satisfatórios com a lipoaspiração. A ação conjunta, médico e paciente, é importante na hora da realização de cirurgia plástica, uma vez que o resultado não depende exclusivamente do médico”, explica a cirurgiã plástica Beatriz Zagorski.

Os procedimentos estéticos possíveis para diminuir a gordura corporal são inúmeros, porém, cabe ao profissional fazer uma avaliação da melhor técnica para cada paciente. Em alguns casos, é possível encontrar restrições, o que dificulta o processo. “Existe uma série de limitações absolutas e relativas dentro da cirurgia plástica que dependem do procedimento a ser realizado. Podemos citar, idade, estado de saúde física e mental do paciente, uso de anticoagulante, histórico de trombose ou embolia, obesidade, tabagismo, distúrbio mental com distorção da imagem corporal, entre outras”, afirma Beatriz.

Os cuidados com as cirurgias plásticas precisam ser levados a sério e acompanhados antes, durante e depois da conclusão do procedimento. De acordo com a cirurgiã plástica, os cuidados variam conforme o tipo de cirurgia que o paciente for submetido. “De uma maneira geral, são necessários cuidados com a ferida operatória, uso regular de malhas compressivas ou modeladores, evitar a prática de atividade física por tempo determinado pelo cirurgião, conter-se a exposição solar por 90 dias, uso de medicamentos prescritos pelo seu médico, boa alimentação, hidratação adequada e cuidados gerais”.

Entre os procedimentos estéticos mais conhecidos que colaboram com a perda de gordura do corpo, estão:

  • Abdominoplastia: Procedimento em que se remove o excesso de gordura e de pele e, na maioria dos casos, restaura os músculos enfraquecidos ou separados, criando um perfil abdominal mais suave e tonificado. “Ter um abdômen liso e tonificado é algo que muitos de nós se esforçam para ter através de exercício físico e controle de peso. No entanto, às vezes, exercício físico e controle de peso não são suficientes para que alcancemos nossos objetivos. Mesmo pessoas com peso corporal e proporção normais podem desenvolver um abdômen protruído, frouxo e flácido”, salienta Beatriz.  As causas mais comuns destas situações incluem gravidez, envelhecimento, oscilações significativas no peso, hereditariedade, cirurgia prévia.

A abdominoplastia é um procedimento altamente individualizado e você deve fazê-lo para si mesmo, não para satisfazer os desejos de outra pessoa ou para se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

  • Lipoaspiração: Também conhecida como lipoescultura, à lipoaspiração remodela áreas específicas do corpo, retirando o excesso de depósitos de gordura, melhorando os contornos do corpo e a proporção.

Apesar de boa saúde e da prática de exercício físico, algumas pessoas podem, ainda, ter um corpo com contornos desproporcionais devido a depósitos de gordura localizada. Estas áreas podem ocorrer por características genéticas, falta de controle do peso ou de atividade física. “A lipoaspiração pode ser usada para tratar acúmulos de gordura em várias partes do corpo, incluindo coxas, braços, pescoço, cintura, costas, parte medial do joelho, peito, bochechas, queixo, pernas e tornozelos”, ressalta a cirurgiã plástica. Em alguns casos, a lipoaspiração é realizada isoladamente, nos demais casos, é usada com procedimentos de cirurgia plástica, tais como o facelift, a redução de mama ou a abdominoplastia.

Vale destacar que qualquer procedimento estético só se aplica a adultos. Crianças, ainda que tenham acúmulo de gordura no corpo, a ponto de comprometer seu bem-estar físico e psicológico não devem ser submetidas a cirurgias plásticas como as citadas acima.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome