Ela é composta por músculos, órgãos vitais, ossos e líquidos corporais. Quanto maior a porcentagem no corpo, mais rápida será a perda calórica

 

Um dos maiores problemas na hora de escolher o melhor treino ou exercício para ganhar massa magra está em estabelecer a quantidade ideal de treino e qual é o melhor ou até mesmo mais específico para cada pessoa, sempre ouvimos perguntas como: quantos exercícios devo fazer? Ou, quanto tempo devo passar na academia? A resposta é: depende de muitos fatores e variáveis. Levando em consideração todas as diferenças que apresentamos, torna-se uma tarefa difícil definir padrões de qualidade. Porém, este não é o principal problema. Ao definir o treino, o maior entrave é que muitas pessoas simplesmente exageram na quantidade e, na maioria das vezes, esquecem da qualidade. A velha máxima “quantidade não é qualidade” também se encaixa na musculação. 

“Há diversas pesquisas que obtiveram ótimos resultados com volumes baixos de treino, onde foi comparado os resultados de treinos com volume semanal igual a 3, 6 e 12 séries e não foram encontradas diferenças relevantes entre os métodos utilizados. Ao final do estudo não houve diferença entre os ganhos de força nem de massa muscular. Vale ressaltar que o estudo foi feito em indivíduos com mais de quatro anos de musculação”, afirma o Personal Trainer Leandro Pereira (026406-G/PR).

Na prática, tem-se verificado que treinos com volume de 12 séries semanais (seis séries por sessão) são suficientes para os músculos grandes como peitorais e dorsais. Além disso, é possível praticar mais séries para os da coxa e menos para bíceps e tríceps, caso realmente for necessário. Para o Personal, isso quer dizer que treinos com duração de cerca de 25 minutos podem ser eficientes para obtenção de ótimos resultados. “Uma coisa deve ficar bem clara para quem deseja desenvolver massa magra: é necessário realizar um treino de qualidade, com cargas adequadas, execução dos exercícios (focando na técnica) e não somente em fechar a série prescrita pelo educador físico”.

A musculação possui inúmeros métodos e diversas formas de controlar as variáveis, dentre todas elas, a última que deve ser usada é o aumento do número de séries. Antes disso, é importante sempre tentar melhorar a qualidade do treino. Ótimos resultados podem ser obtidos com treinos de hipertrofia, de 6 a 9 séries, por grupamento muscular em cada treino, elevando a intensidade ou dificuldade de acordo com o objetivo e a condição de cada aluno. Um profissional qualificado saberá como e quando usar a estratégia correta para potencializar seus resultados.

Já na parte da alimentação, a dieta ideal para cada indivíduo vai depender do seu real objetivo e também do estado nutricional que ele se encontra. No entanto, alguns alimentos podem ajudar no aumento da massa magra e estão presentes no nosso dia a dia, como ovos, carnes magras em geral (carne vermelha, frango e peixes), legumes e também o arroz com feijão. Porém, ninguém melhor para definir isso com mais clareza e profissionalismo do que um profissional da área de nutrição.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome