O treino HIIT é uma boa opção para quem busca emagrecer e ter uma melhora no rendimento esportivo

 

HIIT é a sigla em inglês para High Intensity Interval Training, que é um treinamento intervalado de alta intensidade. Embora tenha ficado famoso nos últimos anos, o HIIT não é um método tão recente, já que o primeiro relato de treinos de corredores utilizando esse método tem aproximadamente 100 anos e o estudo mais famoso, do japonês Tabata, é de 1996.

O treinamento proporciona resultados significativos no emagrecimento, condicionamento cardiovascular e na melhora do rendimento esportivo. Além disso, muitos estudos mostram que o HIIT também é recomendável para populações especiais como hipertensos, diabéticos, idosos, obesos e cardíacos, por exemplo.

O treinamento alterna momentos de alta intensidade – os chamados “tiros” ou “sprints” – com momentos de descanso.  “O ideal é que a prática da atividade seja feita três vezes na semana em dias alternados, podendo fazer na esteira, bicicleta ergométrica, elíptico (transport), corda naval, pular corda, movimentos de lutas, correr na rua ou até mesmo com movimentos corporais”, explica o personal trainer Jeferson Munhoz (CREF 027803-G/PR), que trabalha com esse tipo de treinamento há dois anos.

Em caso do HIIT ser feito juntamente com a musculação, é indicado não fazer o treinamento utilizando o mesmo segmento corporal que acabou de ser treinado, já que os exercícios aeróbicos tradicionais só “queimam” gordura durante o exercício e, poucos minutos depois da atividade, o metabolismo volta ao normal. “Por sua vez, os exercícios feitos de forma mais intensa fazem com que o consumo de gordura aconteça após o término da atividade, permanecendo alto por várias horas. Há estudos que falam em 48 horas com o metabolismo mais acelerado que o normal”, ressalta o personal.

Existem métodos diferentes para o treino, variando de acordo com as suas características particulares. Contudo, todos têm em comum os seguintes estágios: tempo de aquecimento, tempo da atividade proposta, tempo de alta intensidade, de descanso ativo, recuperação e volta calma. Para começar o treinamento, é necessário consultar um médico e fazer os exames necessários e certificar que não haja alguma condição clínica que restrinja a possibilidade de praticar a atividade. Também é importante procurar um professor de educação física para garantir que o HIIT seja eficiente e seguro, e para avaliar qual protocolo é mais adequado para cada caso.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome