Hábitos de vida são os principais responsáveis pela constipação intestinal.

 

Ao sair de férias a rotina muda, com isso altera também a alimentação e a pratica de atividades físicas, assim como o funcionamento regular do intestino. “È muito comum que durante viagens os indivíduos mudem seu bioritmo, ou seja, alterem seus hábitos de vida, geralmente se descuidando da dieta, do consumo de água, de exercícios ou até mesmo não tendo tempo para ir ao banheiro. Há também os aspectos psicológicos, onde muitas pessoas se sentem desconfortáveis para utilizar banheiros de hotéis ou de outros estabelecimentos”, afirma o gastroenterologista, Jean Ricardo Nicareta.

A constipação ou obstipação intestinal, segundo o médico, é o funcionamento irregular do intestino caracterizado pela dificuldade ou demora em evacuar, tornando o intestino “preso”. “Classicamente o individuo pode ser considerado constipado se demorar vários dias para ir ao banheiro, porém, mesmo aqueles que evacuam diariamente, mas com dificuldade, dor ou desconforto também podem assim ser classificados”, constata.

Responsável por causar desconforto, gases, estufamento, cólicas intestinais, dor e/ou até mesmo sangramento ao evacuar, o intestino constipado pode afetar a qualidade de vida sob vários aspectos. Além disso, conforme Nicareta, a constipação pode ser a base para inúmeras doenças, inclusive o câncer de intestino.

Os culpados pela constipação, na maioria das vezes, são os próprios pacientes, já que, de acordo com o médico, o principal fator está relacionado aos erros de hábitos de vida. “Geralmente a constipação ocorre em indivíduos que ingerem pouca quantidade de fibras – frutas, legumes, verduras, cereais – pequena quantidade de líquido (o ideal é no mínimo2 litrosde água ao dia), nos sedentários, o exercício é fundamental para estimular a contração intestinal, e nos indivíduos ansiosos e estressados (o estresse e ansiedade paralisam a contração intestinal)”, diz Nicareta.  Ele ressalta que, em algumas vezes, a constipação está relacionada a doenças graves como, por exemplo, o câncer de intestino, por isso é extremamente importante que o indivíduo que tem qualquer sintoma intestinal procure auxílio médico imediatamente e nunca faça a auto medicação, principalmente com o uso de chás, fórmulas e laxantes, pois isso poderá mascarar doenças graves, impedindo o diagnóstico precoce e a cura de inúmeras doenças.

Para evitar o intestino constipado durante as férias, Nicareta aconselha a manter hábitos saudáveis como alimentar-se adequadamente, evitar exageros, ingerir grande quantidade de fibras e líquidos, além de praticar exercícios regularmente.

 

 Tratamento

Alimentação saudável

Mudar os hábitos de vida é o primeiro e principal degrau do tratamento. Segundo o médico, são cinco pilares básicos no tratamento da constipação:

A) Dieta rica em fibras (frutas, verduras, legumes, saladas) – as fibras aumentam o bolo fecal, deixando as fezes amolecidas;

B) Ingerir grande quantidade de água – é necessário tomar no mínimo2 litrosde água por dia, pois em conjunto com as fibras favorecem a formação de fezes amolecidas;

C) Exercício físico regular – é de fundamental importância a realização de atividades físicas, pois elas estimulam a contração intestinal;

D) Controle do estresse e ansiedade – as alterações psicológicas como estresse, ansiedade e depressão podem paralisar completamente a contração intestinal, por isso é extremamente importante estar bem psicologicamente.

E) Uso de medicações – sempre que o indivíduo apresentar qualquer sintoma intestinal que não melhore apenas com as mudanças de hábitos de vida, o uso de medicações pode ser associado, porém, tal medida deve ter sempre orientação médica.

“Como a maioria dos pacientes são constipados por meses ou anos, é importante salientar que para se obter um bom resultado a longo prazo, é preciso adotar os cinco pilares básicos, mudando de forma permanente os hábitos de vida, e ainda assim, muitas vezes, a melhora dos sintomas ocorrerá apenas em meses ou até mesmo anos após o início do tratamento. Por isso, é necessário ter paciência e perseverança para alcançar a cura desta incômoda doença”, declara Nicareta.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome