Além dos benefícios na alimentação, o mel tem propriedades curativas que podem melhorar sua saúde

 

O mel é um alimento natural, fonte de energia, rico em várias substâncias benéficas para a saúde e reconhecido por suas propriedades terapêuticas. Por haver ação antibacteriana e anti-inflamatória, pode auxiliar no alívio de sintomas de inúmeras doenças, destacando as respiratórias, intestinais e até cardiovasculares. Além disso, colabora em tratamentos contra a acne, melhora a função cerebral, é bom contra dor de garganta e tosse, reduz o estresse metabólico, combate a insônia e fortalece o sistema imunológico.

A nutricionista Bruna Tavares Pace (CRN-8 12642) explica que o mel é rico em antioxidantes e um ótimo aliado para obter um corpo saudável. “Suas propriedades são encontradas tanto no alimento quanto em cosméticos em geral, combatem os radicais livres, prevenindo assim o envelhecimento precoce. Outro fato interessante é que pesquisas mostraram o alimento agindo também como cicatrizante e estimulante do neurotransmissor serotonina, que tem como responsabilidade proporcionar ao indivíduo sensações de alegria e prazer”.

Existem vários tipos de mel que variam conforme a planta, já que a abelha retira o néctar, alterando assim a cor, sabor e textura. Os principais e mais conhecidos no Brasil são:

  • Mel silvestre: é o mais comum e consumido no Brasil e suas propriedades são calmantes, antioxidantes e para auxílio na qualidade respiratória;
  • Mel de flor de eucalipto: possui a cor e sabor mais forte e normalmente age em benefício de inflamações e infecções;
  • Mel de cipó-uva: é o melhor em ação antioxidante;
  • Mel de flor de laranjeira: colabora no correto funcionamento intestinal, possui sabor suave e propriedades calmantes.

 

O mel pode ser combinado com pães e biscoitos, leite, iogurte, frutas, cereais, sucos, chás, cafés, mingaus, aveia, molhos, entre vários outros alimentos, sendo uma substituição saudável ao açúcar refinado no preparo de doces.

Mesmo o mel trazendo tantos benefícios, não é aconselhado exagerar em sua quantidade, pois ele é composto por glicose e frutose que são açúcares simples. Isso atribui alto valor energético ao alimento, que possui 64 kcal em uma porção (1 colher de sopa). Devido a esse motivo, recomenda-se o consumo de até 2 colheres de sopa por dia. Também não é indicado o uso para diabéticos devido ao rápido aumento de glicose no sangue e crianças menores de 1 ano pelo risco de contaminação. Por ser um adoçante natural, o mel também pode ser colocado em preparações culinárias e sucos. “Quando consumido em excesso, pode atrapalhar no gasto calórico de uma pessoa que esteja em processo de perda de peso, enfatizando assim a importância de um acompanhamento nutricional para especificar a recomendação individualmente”, ressalta Bruna Tavares.

 

A nutricionista Bruna Tavares ensina uma receita saborosa e nutritiva: as bolachas caseiras de aveia e mel

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de farinha de trigo integral;
  • 1 xícara (chá) de aveia em flocos;
  • 1 ovo;
  • 2 colheres (sopa) de mel;
  • 1 colher (chá) de fermento;
  • 1 colher (sopa) de manteiga derretida.

 

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes e faça bolinhas com a mistura, colocando-as em um recipiente untado. Após isso, leve ao forno pré-aquecido por 20 a 30 minutos. Quando estiverem dourados estão prontos para servir!

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome