Testar diferentes maneiras de preparo dos alimentos pode ser uma solução para erradicar esse transtorno

É muito comum encontrar pessoas que possuem o paladar seletivo e tem uma certa dificuldade para consumir alguns alimentos. Esses são os famosos “adultos com paladar infantil”. Os principais alimentos que são alvos dessa seletividade são: verduras, legumes ou frutas e com isso, podem existir vários problemas que possivelmente se relacionam a esse fenômeno, como a falta de degustação de uma variedade mais ampla de alimentos na infância e que muitas vezes, os pais não oferecem por falta de conhecimento ou até medo daquele famoso “será que ele pode?”. Além desse fenômeno, a aversão a certos tipos de comidas pode estar ligada a um trauma onde a pessoa foi forçada a consumir determinado alimento. Por fim, existe a neofobia alimentar, que é quando a pessoa sente medo de experimentar novos alimentos.

Como explica a nutricionista Leticia Sabá (CRN-8 12654), caso a seletividade da pessoa for muito grave, necessariamente deve ser envolvida uma ajuda psicológica junto com a nutrição, para que o paciente entenda a importância e os benefícios da ingestão de novos alimentos. “Não se pode trabalhar apenas para mudar hábitos alimentares. A primeira dica é incluir aos poucos e uma forma de fazer isso é criando metas e acrescentando um novo alimento por semana. Outra dica é misturar o novo alimento junto a outro ou a uma preparação considerada habitual que ele já consome e gosta. Como por exemplo, misturar cenoura com o arroz, omelete e bolos”.

Outra dica importante recomendada por Leticia é que se deve insistir e provar alimentos das formas mais variadas possíveis. Como por exemplo: cru, cozido, assado, em receitas e em sucos para que a pessoa consiga uma melhor aceitação com uma refeição repleta de novos ingredientes. “Outro ponto interessante é participar de todo o processo, se envolver na preparação, sentir aromas e provar sabores. Quem nunca ficou com vontade de comer alguma coisa vendo ser feita ou sentindo o cheiro? É preciso procurar ajuda de um profissional habilitado que mostre realmente a importância de uma alimentação variada e saudável e que também possa incluir opções de substituição caso certos alimentos não sejam tolerados de forma alguma, tudo isso para que possam ser supridas as necessidades nutricionais”, alerta a nutricionista.

Edição Digital Grátis!
Assine nossa newsletter
Baixe a edição digital da revista gratuitamente e receba as próximas edições, promoções e conteúdos exclusivos em seu e-mail.
CADASTRAR
Não enviamos spam e você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor deixe seu comentário!
Por favor informe seu nome